Para filosofar

"A sabedoria prática deve ser, então, uma capacidade verdadeira e raciocinada de agir no que diz respeito às ações relacionadas com os bens humanos." (ARISTÓTELES. Ética a Nicômaco.)

segunda-feira, 27 de julho de 2015

Festa e confraternização

Alunos vestidos de caipiras na
EE. Orestes F. de Toledo, junho 2015.

 
   Fim de junho, fim do primeiro semestre, ao término de tantas avaliações chega o momento de confraternização.





Professora Lia e alunos-sobrinhos
Festa junina 2015.
   

 O grêmio estudantil da EE. Orestes Ferreira de Toledo promoveu junto a equipe gestora, professores, funcionários e as turmas uma quadrilha para alegria da garotada.







    Ao som de músicas típicas para a ocasião, a grande roda, o baile, o caracol, o bailado, o túnel, o "rastapé" e tudo que promove a animação tem sempre a frente da quadrilha junina os noivos.


Alunos e professores fazendo a "cesta"
durante quadrilha. Junho 2015.
Casal caipira 2C. Junho 2015

                             



           
Prof. Edivaldo e Profa. Marilze em
festa junina, 2015.
Noivos caipira, 2B, festa junina 2015.
 
     Depois da brincadeira, como em outros anos, todos esperam recarregar as energias com uma merenda típica de festa junina, com muita pipoca, paçoca, achocolatado, bolo de fubá, biscoito ou bolacha, além do pão com carne...
 
     A todos os parabéns pela participação e bom comportamento, mantendo a cultura em ritmo de alegria.
 
     Que todos guardem boas lembranças deste momento de descontração durante o processo de ensino e aprendizagem.

Merenda junina 2015


Alunos merendando após dança da
quadrilha. Junho 2015.
Grupo de alunos e professores da tarde
da EE Orestes F. de Toledo, após
festa junina, Junho 2015.


Alunos do ensino médio da manhã participantes
do evento junino na EE Orestes Ferreira
de Toledo. Junho 2015
 

quarta-feira, 1 de julho de 2015

     "Atitudes antissociais, tipos de violências" foi o tema da palestra apresentada pela Excelentíssima Juíza Dra. Luciana Conti Puia Todorov e os Ilustríssimos advogados, Dr. Paulo Cezar Vilches de Almeida - Diretor da OAB - e a bacharel em direito, Rosinéia C. V. de Almeida, da Comarca de Palmeira d`Oeste, junto aos alunos de segunda e terceira séries, da EE. Orestes Ferreira de Toledo a convite da professora titular de Filosofia Maria Terezinha Corrêa.



No centro, Juíza Dra. Luciana Todorov, Diretor Paulo Sanches e a bacharel Rosinéia. Abr/2015. 

Juíza Luciana Todorov em palestra com
  alunos da EE Orestes F. de Toledo. Abril 2015.              












     Exemplos, experiências de vida, casos jurídicos, depoimentos... foram tratados de modo bem informal com os estudantes da manhã, que ouviram de modo exemplar a Juíza Dra. Luciana e  o Dr. Paulo.
 
      Como todo juiz tem muitas audiências, Sua Excia. Dra. Luciana, não pôde fazer a palestra, também, no período da tarde, mas sua presença deixou uma bela impressão na EE Orestes Ferreira de Toledo, que este ano completa cinquenta anos de existência. Por meio do projeto "Filosofia em ação. Pensar bem para bem viver", o ensino para a cidadania procura fazer parceria com especialistas na área atuantes na comunidade ou entorno.
 
     Neste sentido, a palestra teve como objetivo enriquecer os conteúdos sobre Ética, da disciplina de Filosofia e Direitos político, civil, social e humanos, estudada na disciplina de Sociologia. Desse modo, algumas perguntas foram feitas pelos alunos e, gentilmente, respondidas pelos palestrantes, como a questão da redução da maioridade penal no Brasil.
    
    Segundo o Diretor Paulo Cezar, da Ordem dos Advogados do Brasil da Comarca de Palmeira d`Oeste, que voltou num outro dia para os alunos do período vespertino, somente 3% de crimes são praticados por menores de idade no país. Por isso, essa questão da maioridade penal, que tem causado muita polêmica na atual conjuntura brasileira, deve ser avaliada com cuidado e muita reflexão.
 
         Neste cinquentenário da EE. Orestes Ferreira de Toledo, agradecemos imensamente à Dra. Luciana Todorov, ao Diretor da OAB, Dr. Paulo C. V. de Almeida e à Dra. Rosineia C. V. de Almeida a disponibilidade aberta em suas agendas para estar presente conosco por alguns minutos e abrilhantar nosso processo de ensino-aprendizado junto aos jovens estudantes do ensino médio que foram muito receptivos.


A esquerda, de blusa azul, a Dra. Luciana Todorov
acompanhada pelos advogados Paulo C. S. de Almeida e
esposa, bacharel Rosineia, do lado da coordenadora,
Maria Rosila. Abril/2015.

domingo, 7 de junho de 2015

Filosofia e arte-cinema

 
  
Alunos do 3B da EE Orestes Ferreira de Toledo em frente
ao ônibus escolar rumo ao cinema em Jales/SP, Abril 2015.

 
 
     Ir ao cinema é uma realidade muito distante para os alunos da cidade de Palmeira d´Oeste, porque não há cinema no município. Todavia, o Projeto Cinema da área dos Códigos de Linguagens e Tecnologia, articulado pelas professoras de português da EE Orestes Ferreira de Toledo, Elizabete e Isabel Cristina, alegrou os alunos do ensino médio dessa possibilidade.
 
 
  
Alunos do 2C e 3B, agente de organização Robson, motorista do
ônibus sob orientação da Coordenadora Rosila. Abril 2015.

     Das paredes da sala de aula para as paredes de um cinema real é uma experiência em que o aprendizado torna-se possível não só com o audiovisual do filme, mas também com o debate, a reflexão tanto no discurso falado quanto escrito em forma de relatório, por exemplo.
 
     Os tipos de discursos estudados tanto em Códigos de linguagem quanto no reforço do plano de ensino de Filosofia tem sido uma das competências mais trabalhadas nos conteúdos do ensino médio. Por isso, as habilidades apresentadas são, geralmente, na forma escrita, demonstradas nas análises e/ou artigos de opinião, textos dissertativos.
 
     A convivência, o comportamento, a confiança e colaboração de todos enriqueceram os momentos do ensino e aprendizado de todos que voltaram para a escola mais esclarecidos. Cabe a disciplina Filosofia articular as ideias presentes nas diversas linguagens e os jovens tenham condições e capacidades para escrever com argumentos consistentes.
    
     Que tenhamos mais momentos entre Filosofia, Ciências e Artes para que o processo de ensino e aprendizagem seja realmente interdisciplinar.
 

Os direitos da mulher segundo a lei

    Um dos artigos de opinião elaborado em sala de aula, de Gabriela Rodrigues Dias, da terceira série B, da EE Orestes Ferreira de Toledo, permite, de modo simples, uma reflexão do tema em questão, a saber:

     "A violência de gêneros é algo bem delicado, e que exige muito cuidado. Dentre a questão de gênero esta a lei Maria da Penha, que ajuda as mulheres contra a violência, contra o machismo também.
     Segundo Small Arms Survey, cerca de sessenta e seis mil mulheres são assassinadas a cada ano, no Brasil, e está entre os vinte e cinco Estados em que existe a maior taxa de feminicídios.
     Para ajudar a todas essas mulheres, no dia 7 de agosto de 2006, foi criada a Lei Maria da Penha, após [a própria] Maria da Penha sofrer muito com seu marido. Com isso, ela [foi atrás] de seus direitos, chegando até a Organização dos Estados Americanos (OEA) e conseguiu a garantia da proteção às mulheres contra a violência [principalmente, doméstica].
     A Lei Maria da Penha classifica a violência em cinco categorias, são elas: violência física, violência psicológica, sexual, patrimonial e moral.
     Tudo foi criado para contribuir para que acabe com a violência com as mulheres. Mas, para que acabe totalmente, precisamos com que paramos com esse machismo, aceitando que todos somos iguais, e para isso, os homens podem ajudar  nos serviços domésticos que tem, aceitar que as mulheres não são inferiores aos homens."

quinta-feira, 28 de maio de 2015

Questão de gênero: uma batalha de anos

     Ainda no mês de maio, o texto dissertativo produzido pela estudante Janaina Zeoli, da EE. Orestes Ferreira de Toledo, da terceira série do ensino médio, reflete sobre a construção da igualdade de gênero, que de um modo mais completo, busca registrar os aspectos histórico-social-político.

     "A superioridade masculina sobre o gênero feminino é evidente em nossa sociedade. Todas as notícias retratadas em meios de comunicação, relacionadas a esse assunto, são consequências graves dessa ideologia.
     Esse pensamento machista vem de tempos remotos. Quando Olympe de Gouges, começou um movimento feminista no século XVIII, com o objetivo de reivindicar os Direitos da mulher e da cidadã, conquista o que ocorreu no século XX, contra o ideal de masculinidade.
     No Brasil, a Lei Maria da Penha, sancionada em 7 de agosto de 2006, foi mais uma batalha vencida, pois impõe regras que garantem a igualdade de gênero, desprendendo a sociedade de um regime patriarcal.
     Em suma, os direitos da mulher foram adquiridos com muito esforço e muita luta, apesar de serem ainda violados, são uma conquista benéfica a todos os indivíduos da sociedade, que devem ser avaliados por sua capacidade, e não por sua força física."

Mulheres! Grandes guerreiras

   
       Maio é, geralmente, o mês que se homenageia as mães.


     Muitas delas, lutam por uma vida digna, mas sofrem com seus companheiros ou com seus filhos. É neste sentido que o texto do aluno Ricardo Sversute Rodrigues, da terceira série do ensino médio, da EE Orestes Ferreira de Toledo é aqui transcrito para abordar a importância do papel da mulher na sociedade.


     "De tanta luta e batalha, Maria da Penha Maia Fernandes conseguiu ganhar, na justiça, uma briga com seu marido, pois sofrera duas tentativas de homicídio da parte dele. De tanto esforço, hoje, existe a lei 'Maria da Penha' que defende mulheres vítimas de violência por seus companheiros.
     O Brasil está entre os vinte e cinco países com maior taxa de feminicídios do mundo. Nesses países, cerca de sessenta e seis mil mulheres são assassinadas a cada ano, sendo 17% homicídios intencionais.
     Graças a lei Maria da Penha, esses abusos contra mulheres têm diminuído, pois os homens ficam com medo de serem presos.
     Mas, tirando esses casos, em que mulheres sofrem nas mãos dos homens, existem muitas mulheres vencedoras. Um exemplo delas é a conhecida 'Beth Pitibull', lutadora do UFC feminino, uma nordestina batalhadora que corre atrás de seus objetivos, que é o cinturão de um dos maiores espetáculos de luta do mundo.
     [Para] o caso de mulheres agredidas por seus companheiros, o melhor remédio é denunciar na delegacia mais próxima, e [confiar] nas autoridades competentes para resolver o caso."

 

terça-feira, 19 de maio de 2015

ENEM 2015

Réplica da escultura O Pensador, de Rodin
   
 
  Muitos estudantes do ensino médio, desde a primeira série, interessam-se em testar seus conhecimentos fazendo o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), conhecidos como "treineiros".
 
 
 
 
     A vantagem para quem treina desde a primeira ou segunda série é que vai buscando, cada vez mais, melhorar seu desempenho não só no tempo da leitura, mas também na escrita, principalmente, da redação.
 
     Neste ano de 2015, o Ministério da Educação e Cultura (MEC) abrirá as inscrições dia 25 de maio a partir das 10h. e encerrará no dia 5 de junho. Houve uma mudança no preço da taxa que será de R$ 63, 00 (sessenta e três reais). Para os candidatos que são alunos da terceira série do ensino médio de escola pública, ou para aqueles que tenham necessidades de isenção, conforme os critérios previstos pelo Ministério não haverá taxa.
 
     Para os interessados em estudar, fazer simulados, o site da Secretaria da Educação do estado do Paraná disponibiliza provas dos ENEMs anteriores, inclusive de Filosofia, a saber www.filosofia.seed.pr.gov.br
    
     Planeje seus estudos! Faça bom proveito do tempo que tenha para ler, escrever e sucesso!

Translate