Para filosofar

"MEU IDEAL POLÍTICO É A DEMOCRACIA, PARA QUE TODO HOMEM SEJA RESPEITADO COMO INDIVÍDUO E NENHUM VENERADO." (Albert Einstein)

terça-feira, 1 de setembro de 2015

Há cinquenta anos

   O projeto "Minha escola, nossa gente" apresenta os cinquenta anos da EE. Orestes Ferreira de Toledo por meio de pesquisa feita no "arquivo morto", demonstrando, assim, que a Unidade escolar está viva!

O agrimensor, Sr.
Orestes Ferreira de Toledo, em
uma foto de 1943 é o patrono da
escola.

 
 
A foto ao lado, de 1943 é uma das "relíquias" históricas que mostra o agrimensor Sr. Orestes Ferreira de Toledo, do lado direito, que estando em Palmeira d´Oeste, região noroeste paulista, tornou-se o patrono da Unidade escolar, cujo nome tem destaque há cinquenta anos.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
     Com o crescimento do município Palmeira d´Oeste, a população ganhou, em 12 de abril de 1965, o Grupo Escolar ou Ginásio Estadual, como era chamada a escola em tempos de ditadura militar no Brasil. Documentos, atas com assinaturas do primeiro diretor, caderno com registro dos professores, atas de Conselho de Escola, Associação de pais e mestres, livros de matrículas comprovam um "passado-presente".
 
 
Caderno de 50 anos atrás
arquivo da EE Orestes F. Toledo
 
       
Caderno com assinatura  retirada
 do arquivo da EE Orestes F. Toledo.
 


Caderno de registro de professores
do arquivo da EE Orestes F.  Toledo

             

Planta da EE Orestes F. de Toledo




     Além dos documentos que registram a história cinquentenária da Unidade escolar, também registramos o serviço odontológico que é prestado pelo município diretamente para os alunos. A dentista Célia e sua atendente estão sempre orientando a higiene bucal dos estudantes.

                   
                          Dentista Célia em frente do gabinete
                         dentário da EE. Orestes F. de Toledo
 

Dentista Célia em tratamento dentário
EE Orestes Ferreira de Toledo. 2015














      Cinquenta anos tem muita história para contar, muita gente para se rever... por isso, aqui postamos algumas fotos de ex-alunos, que já são adultos, pais, tios, avós de muito estudantes que sentam nas mesmas salas de aulas de anos atrás dessa instituição que tem como finalidade preparar cidadãos conscientes de seus deveres, garantindo-lhes o direito de aprender.

Fotos de ex-alunos da EE. Orestes Ferreira
de Toledo (a)

Fotos de ex-alunos da EE Orestes Ferreira
de Toledo (b)






segunda-feira, 17 de agosto de 2015

O Cinquentenário EE. Orestes Ferreira de Toledo

Cartaz da exposição dos 50 anos da
EE. Orestes Ferreira de Toledo 2015
     Dia 12 de abril deste ano de 2015, a Escola Estadual Orestes Ferreira de Toledo fez cinquenta anos e desde esta data está comemorando seu cinquentenário com uma pequena exposição.
 
     O projeto "Minha escola, nossa gente" há três anos iniciou uma pesquisa sobre a história da Unidade Escolar: primeiros diretores, professores, funcionários, seu espaço, sua clientela, recursos...
 
Os primeiros cadernos da ata de 1965 em exposição com alunos da 2ª A durante visitação. Junho 2015.
 

Aluno do 1C apresentando o cartaz que
contém a história dos primeiros diretores
da EE. Orestes F. Toledo e fundador
de Palmeria d´Oestes. Junho 2015.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
     Os alunos do ensino médio, nas disciplinas de Filosofia e de Sociologia, ao longo desses três anos, a partir das situações de aprendizagem "Filosofia da cultura" e "Pesquisa de campo" foram treinando o olhar  para investigar aquilo que lhes parecia familiar, a escola Orestes.
     Depois de mobilizar os funcionários técnico-administrativos, arquivo morto, entrevistar equipe gestora e ex-funcionários

, tirar fotos, elaborar estatísticas, apresentar em sala de aula os cartazes confeccionados, resgatar materiais pedagógicos utilizados em anos anteriores, enfim pode-se montar a exposição para compartilhar com a comunidade e seu entorno.
 
Aluna da 1ª C recepcionando alunos
na exposição 50 anos. Junho 2015.
            
Alunos da EM Disney em visita aos
Cinquentenário da EE Orestes F. Toledo
Junho 2015.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

                                                                     
Alunos visitando e ouvindo explicação
sobre Plano Gestor de anos anteriores.
Junho 2015.
Aluna(o)s do 2ªA expondo primeiras
atas do Grêmio estudantil e do Conselho
escolar da EE. Orestes F. Toledo. Junho 2015

     Além dos primeiros cadernos, das primeiras atas, Planos diretores da Unidade escolar, as fotos das décadas de 1980 e 1990 fizeram sucesso, porque continham  ex-alunos, festas no município, recursos pedagógicos...

              
Alunos 2A e os cartazes sobre festas,
livros didáticos utilizados há anos atrás
na EE Orestes F. Toledo. Junho 2015.
             

Alunos 3ªB em visitação à exposição dos
ex-alunos da EE Orestes F. Toledo.2015

            
Mimeógrafo, episcópio e máquina de
escrever; recursos pedagógicos que auxiliam
os trabalhos dos professores nesses 50 anos.
Julho 2015.
Alunos da 1ª A na exposição
dos ex-alunos da EE Orestes
Ferreira de Toledo. Junho 2015
     Além do resgate histórico do patrimônio público EE Orestes Ferreira de Toledo, também, foi permitido registrar os atuais diretores, professores que foram alunos da escola e funcionários, que mantém o compromisso com a educação de qualidade.


Professores "ex-alunos" da EE Orestes
Ferreira de Toledo. Junho 2015.
           
Funcionários técnico-administrativos e
Agente de organização escolar da
EE. Orestes F. de Toledo. Junho 2015



                                                          
                                                       Equipe gestora da EE Orestes F. de Toledo
                                                     no centro os diretores Arnaldo e Helena. 2015
     Que neste cinquentenário a EE Orestes Ferreira de Toledo continue auxiliando na formação ético-cidadã e técnico-científica de muitos brasileiros, contribuindo, assim, para o bom desenvolvimento do país.
 
     Preservemos o patrimônio público em todos os seus ambientes.
     Parabéns aos alunos, aos pais, aos funcionários, aos professores e aos gestores!
 

segunda-feira, 3 de agosto de 2015

Os dez mandamentos do bom estudante

     Nunca é demais lembrar, mas para o sucesso nos estudos é necessário disciplina para ler, escrever, concentração. Manter o foco é o objetivo da etapa final da educação básica, pois os exames oficiais, além do bimestral, exigem o domínio dos conteúdos.
     Assim sendo, em comemoração ao dia 11 de agosto, os "dez mandamentos do bom estudante" elaborado em outros anos aqui no blog, é uma forma de estimular o seu intelecto a querer aprender, a saber:


1) Ame o estudo para o seu próprio bem.
Imagens de filósofos extraída de www.google.com.br
em novembro de 2008.
2) Seja disciplinado e tenha disposição para aprender.
3) Ouça com atenção a explicação do(a) professor(a).
4) Pergunte sempre que tiver dúvidas.
5) Colabore com o bom andamento da aula.
6) Siga sempre as orientações do professor.
7) Pratique os exercícios em aula e em casa.
8) Monte seu horário de estudo particular.
9) Comprometa-se com os eu aprendizado.
10) Leia sempre para aprofundar seus conhecimentos.





     A partir da sua organização, as competências e as habilidades serão desenvolvidas com mais facilidade.

     Nunca desista no primeiro erro, pois é errando que se aprende. Tente novamente, refaça sempre, corrija, seja perseverante, como os filósofos e os cientistas  que muito contribuem para o bem da humanidade.

     Por isso, comece todos os dias com disposição. A escola é o lugar que auxilia a realizar seu sonho.


 

Participação política e grêmio estudantil

     Uma escola democrática se faz com a participação dos estudantes por meio do grêmio escolar, que é eleito pela maioria que elege numa determinada chapa após campanha feita. Durante esta campanha apresentam-se propostas de interesses comuns.
 
Eleição para o grêmio estudantil da
EE. Orestes Ferreira de Toledo 2015
 
     O Grêmio é um importante espaço de aprendizagem, cidadania, convivência, responsabilidade e de luta por direitos, em que o estudante expõe seus interesses, permite que discute seus  problemas e cria possibilidades para novas organizações e eventos na comunidade escolar.
 
 
 
 
 
   Em meados do primeiro semestre, os alunos da escola EE. Orestes Ferreira de Toledo, mais uma vez, escolheram os membros para definir seus representantes junto à equipe gestora.
          
Diretora Helena, AOE Robson acompanhando
observando alunos votando no grêmio estudantil
da EE. Orestes Ferreira de Toledo 2015.
     O Grêmio estudantil é lei federal de nº 7.398 de 4 de novembro de 1985, desde a redemocratização do Brasil, que dispõe sobre a organização dos estudantes como entidade autônoma com finalidades educacionais, culturais, cívicas esportivas e sociais. Por isso, todos devem respeitá-la, inclusive diretores das escolas.
 
 
Urna eletrônica utilizada para votação do
grêmio estudantil da EE. Orestes F. de Toledo.
2015
      O Estatuto da Criança e do adolescente, Lei nº 8.069 de 14 de julho de 1990, artigo 53º, inciso IV, e a Lei e diretrizes e base da educação nacional de nº 9.394 de 20 de dezembro de 1996, garantem o direito dos estudantes de se organizarem e participarem de entidades estudantis, cabendo à direção da escola criar condições para que os adolescentes e jovens se organizem e possam ter representantes por classe e série.

     Assim, desejamos a todos os eleitos uma excelente gestão junto a toda comunidade escolar!
   
 


 

   

segunda-feira, 27 de julho de 2015

Festa e confraternização

Alunos vestidos de caipiras na
EE. Orestes F. de Toledo, junho 2015.

 
   Fim de junho, fim do primeiro semestre, ao término de tantas avaliações chega o momento de confraternização.





Professora Lia e alunos-sobrinhos
Festa junina 2015.
   

 O grêmio estudantil da EE. Orestes Ferreira de Toledo promoveu junto a equipe gestora, professores, funcionários e as turmas uma quadrilha para alegria da garotada.







    Ao som de músicas típicas para a ocasião, a grande roda, o baile, o caracol, o bailado, o túnel, o "rastapé" e tudo que promove a animação tem sempre a frente da quadrilha junina os noivos.


Alunos e professores fazendo a "cesta"
durante quadrilha. Junho 2015.
Casal caipira 2C. Junho 2015

                             



           
Prof. Edivaldo e Profa. Marilze em
festa junina, 2015.
Noivos caipira, 2B, festa junina 2015.
 
     Depois da brincadeira, como em outros anos, todos esperam recarregar as energias com uma merenda típica de festa junina, com muita pipoca, paçoca, achocolatado, bolo de fubá, biscoito ou bolacha, além do pão com carne...
 
     A todos os parabéns pela participação e bom comportamento, mantendo a cultura em ritmo de alegria.
 
     Que todos guardem boas lembranças deste momento de descontração durante o processo de ensino e aprendizagem.

Merenda junina 2015


Alunos merendando após dança da
quadrilha. Junho 2015.
Grupo de alunos e professores da tarde
da EE Orestes F. de Toledo, após
festa junina, Junho 2015.


Alunos do ensino médio da manhã participantes
do evento junino na EE Orestes Ferreira
de Toledo. Junho 2015
 

quarta-feira, 1 de julho de 2015

     "Atitudes antissociais, tipos de violências" foi o tema da palestra apresentada pela Excelentíssima Juíza Dra. Luciana Conti Puia Todorov e os Ilustríssimos advogados, Dr. Paulo Cezar Vilches de Almeida - Diretor da OAB - e a bacharel em direito, Rosinéia C. V. de Almeida, da Comarca de Palmeira d`Oeste, junto aos alunos de segunda e terceira séries, da EE. Orestes Ferreira de Toledo a convite da professora titular de Filosofia Maria Terezinha Corrêa.



No centro, Juíza Dra. Luciana Todorov, Diretor Paulo Sanches e a bacharel Rosinéia. Abr/2015. 

Juíza Luciana Todorov em palestra com
  alunos da EE Orestes F. de Toledo. Abril 2015.              












     Exemplos, experiências de vida, casos jurídicos, depoimentos... foram tratados de modo bem informal com os estudantes da manhã, que ouviram de modo exemplar a Juíza Dra. Luciana e  o Dr. Paulo.
 
      Como todo juiz tem muitas audiências, Sua Excia. Dra. Luciana, não pôde fazer a palestra, também, no período da tarde, mas sua presença deixou uma bela impressão na EE Orestes Ferreira de Toledo, que este ano completa cinquenta anos de existência. Por meio do projeto "Filosofia em ação. Pensar bem para bem viver", o ensino para a cidadania procura fazer parceria com especialistas na área atuantes na comunidade ou entorno.
 
     Neste sentido, a palestra teve como objetivo enriquecer os conteúdos sobre Ética, da disciplina de Filosofia e Direitos político, civil, social e humanos, estudada na disciplina de Sociologia. Desse modo, algumas perguntas foram feitas pelos alunos e, gentilmente, respondidas pelos palestrantes, como a questão da redução da maioridade penal no Brasil.
    
    Segundo o Diretor Paulo Cezar, da Ordem dos Advogados do Brasil da Comarca de Palmeira d`Oeste, que voltou num outro dia para os alunos do período vespertino, somente 3% de crimes são praticados por menores de idade no país. Por isso, essa questão da maioridade penal, que tem causado muita polêmica na atual conjuntura brasileira, deve ser avaliada com cuidado e muita reflexão.
 
         Neste cinquentenário da EE. Orestes Ferreira de Toledo, agradecemos imensamente à Dra. Luciana Todorov, ao Diretor da OAB, Dr. Paulo C. V. de Almeida e à Dra. Rosineia C. V. de Almeida a disponibilidade aberta em suas agendas para estar presente conosco por alguns minutos e abrilhantar nosso processo de ensino-aprendizado junto aos jovens estudantes do ensino médio que foram muito receptivos.


A esquerda, de blusa azul, a Dra. Luciana Todorov
acompanhada pelos advogados Paulo C. S. de Almeida e
esposa, bacharel Rosineia, do lado da coordenadora,
Maria Rosila. Abril/2015.

domingo, 7 de junho de 2015

Filosofia e arte-cinema

 
  
Alunos do 3B da EE Orestes Ferreira de Toledo em frente
ao ônibus escolar rumo ao cinema em Jales/SP, Abril 2015.

 
 
     Ir ao cinema é uma realidade muito distante para os alunos da cidade de Palmeira d´Oeste, porque não há cinema no município. Todavia, o Projeto Cinema da área dos Códigos de Linguagens e Tecnologia, articulado pelas professoras de português da EE Orestes Ferreira de Toledo, Elizabete e Isabel Cristina, alegrou os alunos do ensino médio dessa possibilidade.
 
 
  
Alunos do 2C e 3B, agente de organização Robson, motorista do
ônibus sob orientação da Coordenadora Rosila. Abril 2015.

     Das paredes da sala de aula para as paredes de um cinema real é uma experiência em que o aprendizado torna-se possível não só com o audiovisual do filme, mas também com o debate, a reflexão tanto no discurso falado quanto escrito em forma de relatório, por exemplo.
 
     Os tipos de discursos estudados tanto em Códigos de linguagem quanto no reforço do plano de ensino de Filosofia tem sido uma das competências mais trabalhadas nos conteúdos do ensino médio. Por isso, as habilidades apresentadas são, geralmente, na forma escrita, demonstradas nas análises e/ou artigos de opinião, textos dissertativos.
 
     A convivência, o comportamento, a confiança e colaboração de todos enriqueceram os momentos do ensino e aprendizado de todos que voltaram para a escola mais esclarecidos. Cabe a disciplina Filosofia articular as ideias presentes nas diversas linguagens e os jovens tenham condições e capacidades para escrever com argumentos consistentes.
    
     Que tenhamos mais momentos entre Filosofia, Ciências e Artes para que o processo de ensino e aprendizagem seja realmente interdisciplinar.
 

Translate